quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Joelma no MIX

Dia de muito trabalho e de comemoração. Depois de uma maratona de testes de elenco para o curta Desvelo, dirigido por Clarissa Rebouças, também continuísta de Joelma, recebo uma notícia para nos deixar cheios de expectativas até o próximo mês.

Nossa primeira meta foi alcançada: fomos selecionados para a mostra competitiva do 19o Festival MIX Brasil que acontece de 10 a 20 de novembro no estado de São Paulo e de 24 a 1o de dezembro no Rio de Janeiro.

Já temos uma previsão da data de lançamento de Joelma: inicialmente o dia 13/11. Quero todos lá torcendo e votando, pois além da passagem aérea estar baratinha, precisamos do voto de vocês.

Concorremos a diversas premiações: o troféu Coelho de Ouro para melhor filme, escolhido por um júri especializado e os troféus Coelho de Prata nas categorias: direção, interpretação, fotografia, roteiro e direção de arte. Além disso, o filme concorre ao troféu Coelho de Prata escolhido pelo público na categoria melhor curta-metragem nacional e ao prêmio aquisição Canal Brasil de incentivo ao curta-metragem, no valor de R$ 15.000,00.

Lógico que queremos todos os prêmios, nos esforçamos para isso, mas o que nos deixa mais feliz é saber que o curta está sendo bem recebido pelos curadores e por isso acreditamos que o público também gostará de conhecer um  pouco sobre a história de Joelma, que parece mais uma fábula.

Parabéns a toda a equipe que se esforçou muito e continua se esforçando bastante para que Joelma se torne especial e fique registrada na memória de todos que assistirem.

Parabéns também a Joelma que no dia 10 de outubro realizou mais um ano de vida, com muita luta, esforço, suor, humildade e muita batalha. É assim que a gente te presenteia: fazendo um filme! Você merece.

Está apenas começando, mais uma vez. E agora não tem mais fim!

PS.: Não me perguntem quantos anos ela tem. É indelicado falar sobre a idade de uma mulher.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Quem não arrisca...


Conforme prometido as novidades chegaram.

Sempre precisaremos lidar com a escolha e são elas que nos direcionará ao caminho que vamos seguir. Não podemos fazer tudo o que queremos, já dizia nossa mamãe...

O fato é o seguinte: com muito orgulho comunico que fomos selecionados para o 35o Festival Internacional de Cinema de São Paulo, que segundo o Wikipédia é o Oscar brasileiro e o maior festival de curtas do Brasil. Mediante inscrições, foram selecionadas algumas obras do mundo inteiro para participar da mostra competitiva de curtametragem e lá estávamos nós! Ah e o melhor é que o Festival tem o Prêmio Itamaraty com o valor de 15 mil reais para o melhor curta. O Festival de São Paulo acontece de 20/10 a 03/11 (www.mostra.org.br).

Depois de toda essa preparação, a notícia: Não vamos participar do Festival! Uma pena! Agora digo o porquê:

Um curtametragem, assim como tudo na vida, precisa de planejamento, de metas para atingir seu objetivo. E o nosso, inicialmente, é ser selecionado e ganhar o prêmio de melhor curta no 19o Festival MIX Brasil de Cinema que também acontece em São Paulo de 10 a 17/11 (www.mixbrasil.org.br) e é o maior Festival temático do Brasil. A premiação é equivalente, a quantidade de filmes menor e o Festival é específico para a temática de Joelma, ou seja, matematicamente as chances são maiores.

E porque não nos dois? A escolha é necessária pelo fato de que alguns Festivais pedem o ineditismo da obra no estado ou na cidade de exibição. Ambos pedem o ineditismo e o Festival de São Paulo acontece antes que o MIX. Vamos arriscar pois, como diz o ditado, quem não arrisca...

A outra novidade é o lançamento de Joelma em Ipiaú. No dia 02/12 na Praça da Cultura (antiga praça da feira) exibiremos o curta que no momento passa por uma avaliação da classificação etária dos espectadores. A exibição será gratuita, em local fechado, com minha participação e a presença ilustre da nossa querida Joelma. Confirmo o horário assim que tiver mais informações.

As novidades não se acabam, sempre há espaço para um pouco mais, no próximo post.

E você, o que faria?

Obs.: Nesta noite de premiação do Festival de Brasília, parabenizo aos baianos que levaram vários prêmios.