domingo, 20 de março de 2011

Ética X Estética

Um dos maiores entraves, quando se trata de adaptação, é a fidelidade dos fatos. Não aconselho isso a ninguém. Desde o princípio, antes de Joelma se tornar luz, questionava a ética de abordar ao máximo a verdadeira história, em contraponto à estética de construir outra, que se baseia em elementos e fatos possíveis. Joelma vai se surpreender com o resultado. Sendo otimista.

Falando nela, fui muito bem recebido em sua casa, nesta última semana. Conversamos sobre o filme novamente, ela viu fotos, riu, adorou algumas imagens, chorou, e disse que até entrevista à rádio, já cedeu.

Segundo os comentários, a cidade acredita que Joelma ficará milionária. Bobinhos, se soubessem que cinema e capitalismo só rimam nos Estados Unidos. E que para se tornar “indústria” é preciso muito mais que promover editais... Vamos deixar de rimar que essa brincadeira vai pegar.

A paciência nunca foi meu forte, mas depois de muito tempo de espera, ou você se acostuma ao processo ou vai buscar melhorias. Meu perfil nunca foi o de ficar parado. Então, as próximas semanas serão de reuniões para definirmos montagem, finalização, divulgação, lançamento e demais assuntos pertinentes. Prometemos também deixar o suspense de lado e postar imagens dos atores em cena.

Por enquanto, seguimos entre a cruz e a crucificação. Porque ficar parado, não dá não!

Foto: Marie Thauront

2 comentários: