quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

De Mapele à Ipiaú

Do lado de cá, novidades o tempo inteiro. Terminamos de filmar em Mapele ontem. Durante três dias intensos, cansativos e muito prazerosos, Joelma se tornou a rainha do local. Para tanto, chegamos a ficar acordados por aproximadamente 24 horas. Tudo pela sétima arte.

Utilizamos essa afirmação como prerrogativa de tanto empenho e esmero de toda a equipe. Só isso justifica.  Muito profissionalismo e competência traduzem bons resultados. É o que tem ocorrido. As imagens estão belíssimas.

Aproveitando o adendo, perdoem-me os tradicionais, mas observar um filme como uma propriedade intelectual individual, atribuída ao Diretor, é uma perspectiva limitada e excludente. São diversos profissionais, com atuações distintas, em constante processo de criação. Portanto um filme é de todos, afinal é a arte do coletivo.

Sendo assim, abandonamos formulários, planilhas e botões, encarando todas as possibilidades de concepção da mise en scéne, entendendo que um dos maiores desafios de Joelma é o de imprimir uma caracterização que se baseia no realismo, e assim reproduzir uma reconstituição histórica verossímil ao olhar do espectador.

É desta forma que todos os departamentos adentram cada vez mais no universo de Joelma, buscando entendê-la melhor para, a partir de então, encontrar as soluções possíveis. Afinal, durante o set temos diversas limitações e imposições, que até mesmo o melhor planejamento possível, não pode prever.

Na foto, a equipe se prepara para filmar a sequência do crime. Atuação exímia, arte impecável, fotografia linda, maquiagem e figurino perfeitos, continuidade atenta, produção sempre ativa, sonorização afinada e direção a cantar: luz, câmera, som, ação e corta.


6 comentários:

  1. Boa sorte a todos! Aguardo o filme e tenho certeza que será belo! Ele já nasceu importante, necessário. Que seja visto por muita gente. Beijos, Edson! Rita

    ResponderExcluir
  2. que bom vcs realizarem esta curta medragem com joelma. a populaçao de ipiau ainda tem muito precoceito com a mesma. vcs estao de parabens!
    depois de joelma vcs deveriam fazer um curta da vida de veras, tem pessoas que nem conhece a historia dele. boa sorte. joelma nao perde uma festa do padroeriro da cidade, faço parte do ministerio de musica da sao roque , e a vejo todas as noites, no novenario
    anteciosamente carla cristina

    ResponderExcluir
  3. Oi Ritinha,

    Agradeço muito pelos votos! Já temos mais de 60% do filme rodado e entramos já na reta final. As imagens estão ficando muito bonitas. E a equipe é muito boa! Terei muito orgulho de mostrar Joelma a todos.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Olá Carla,

    Que bom que você gostou da nossa personagem. Joelma é uma mulher muito respeitada em nossa cidade e merece o melhor possível, mediante a sua força e coragem, mesmo numa cidadezinha tão tacanha e as vezes medíocre como é Ipiaú. Joelma merecia um longa.
    Quanto ao Veras, já existe um documentário sobre ele, feito por mim também. Procure no youtube por "Veras Edson Bastos" que encotnrará o último depoimento do nosso querido Divaldo Angelin Veras.

    Obrigado pelo apoio.

    Abs.

    ResponderExcluir
  5. Soube que vcs fecharam Ipiaú. Queria tanto ter visto isso!!! *_*

    ResponderExcluir
  6. Um ótimo trabalho da equipe de produção feito por Renata Hasselman e Luara Dal Chiavon e da produção local feito por Cristiane Sanatana, nos deu total segurança e conforto, Lai.
    Senti sua falta lá em Ipiaú, onde estavas escondida?
    Beijos.

    ResponderExcluir