domingo, 13 de fevereiro de 2011

Corpo e mente em busca da libertação.

É no domínio sobre o corpo que residem às relações de poder. A paráfrase de Foucault me fez pensar em Joelma e nas instâncias que permeiam essas relações. A igreja, a família, a polícia, a sociedade, todas, de alguma forma, estão envolvidas neste processo contínuo que é o de domar nosso corpo e torná-lo dócil.

Joelma encontra no domínio do seu corpo, a libertação. Mas, fato importante é que corpo e mente não se dissociam. Precisam estar em harmonia, um escutando o outro, sempre. Então, o domínio da mente é fundamental para a libertação. Ou seja, você pode ser o maior castrador ou libertador de si mesmo. Partamos em busca do autoconhecimento.

Para fazer uma mudança de sexo, é preciso ter certeza do que se quer. Provocar interferências em seu corpo, mudar comportamentos, pensamentos e sentir todas as dores provenientes desse processo. Quem tem sangue frio, pode pesquisar no Google como se faz a mudança e vai se deparar com imagens impactantes. Hoje, para realizar a cirurgia, é preciso ter um acompanhamento psicológico (antes e depois), tomar hormônios, até chegar o grande dia. Hoje também, é possível fazer a cirurgia pelo SUS. Fica a dica!

O processo de mudança de Joelma foi feito entre a década de 70 e 80. Época em que ainda era muito precária e pouco especializada esse tipo de cirurgia. Fontes me informaram que, para bombar (colocar silicone industrial nos seios e bunda), travestis e transexuais usavam entorpecentes para sedá-las e assim suportar a dor da beleza. Nossa Joelma não precisou de tanto. Ficou num corpinho curvilíneo com a ajuda dos truques do figurino de Diana Moreira.

Assim, nos aproximamos cada vez mais da nossa cirurgia. Estamos a uma semana das filmagens. Então, procuramos a harmonia entre corpo e mente, agindo constantemente em busca da libertação. O dia D, se aproxima. Mais de quatro anos de pesquisa condensados em meses de preparação e armazenados em minutos de imagens em movimento. 

Ou seja, Joelma também é aprisionamento e castração.

Sessão autoajuda: Aquele que domina sua mente é capaz de tudo.

PS.: Inconscientemente, Joelma está sempre presente. Vide detalhes da imagem anexa.

2 comentários:

  1. Rosângela Cidreira17 de março de 2011 07:09

    As relações de poder estão presentes nas relações sociais.Assim, nas relações sociais existentes em Ipiaú, na década de 70,Joelma se consagra enquanto resistência a um poder legitimador da heterossexualidade.

    ResponderExcluir
  2. Oi Rô,

    Exatamente. Joelma é resistência. E você vai tirar 10 na sua dissertação.

    Beijos.

    ResponderExcluir