domingo, 12 de dezembro de 2010

Ipiaú, a memória e o cinema (ou Ipiaú vai dominar o mundo!).

Peço licença para falar sobre outros assuntos, não deixando de contextualizar Joelma.

Ipiaú sempre foi uma fonte de inspiração. Nesta cidade, onde vivi toda minha infância e adolescência, descobri personagens como Joelma, Dona Nena, Veras e Euclides Neto.

Foi lá também que conheci o Cine Éden. O cinema com a “melhor projeção do interior do estado”. Assim era divulgado pelo carro de som. Espaço criado no ano de 1927, pelo Italiano José Miraglia, apesar de ter sua fachada tombada, hoje, como em muitos outros locais, funciona uma loja. Pelo menos não foi uma igreja.

Dizem que lá é terra de gente doida. Até o santo padroeiro se chama Roque. Lembro-me, há 03 anos, sobre um fato que aconteceu quando fiz a curadoria da primeira Mostra de Cinema e Cultura de Ipiaú, idealizada por Tito da Cruz, que aconteceu na Praça Ruy Barbosa, entre o Cine Éden e a Igreja Matriz de São Roque (uma das locações de Joelma).

Praça lotada. Aproximadamente 500 pessoas presentes. Domingo de noite e a missa acontecendo concomitantemente à exibição do filme “Eu me lembro” (2005), de Edgard Navarro. Avisamos a todos sobre a classificação etária (14 anos) do filme. Mas ninguém ligou...

Resultado: Alguns adoraram e outros ficaram chocados. E minha mãe, morrendo de medo da polícia me prender, veio conversar comigo. Ora minha mãe, “né cumigo não”.

Cinema e Religião nunca foram melhores amigos. Mas deixarei isso para outro momento de reflexão.

O fato é que Ipiaú vai dominar o mundo.


PS: Ipiaú foi emancipada em 02 de dezembro de 1933 e hoje está com 77 anos.

7 comentários:

  1. Realmente "Eu me lembro" é to much pra população de Ipiaú. Ainda mais assim....empraça pública. Mas apesar de não estar presente no dia, achei massa a iniciativa. E sou super a favor de que role de novo enquanto eu estiver por aqui. Tem todo o meu apoio.

    ResponderExcluir
  2. Massa Lai,

    No ano que vem será a vez de Joelma. Podemos fazer no mesmo esquema. Entre o Cine Éden e a Igreja de São Roque. Uma experiência muito boa para ser repetida.

    ResponderExcluir
  3. o máximo Ipiaú. o máximo você. e boas viagens para joelma.

    ResponderExcluir
  4. Pena que eu não estava em Ipiaú naquele dia para assistir "Eu me lembro". Mas espero poder ver "Joelma". O que depender de mim, pode contar com essa "quase velha" tia.
    Tenho certeza que você será um dos que vai ajudar Ipiaú a dominar o mundo, no mínimo através da sua lente.
    E sobre o Cine Éden, "eu me lembro" de muita coisa e sinto uma imensa saudade.
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Oi Tia Elinalva,

    Obrigado pelas boas vibrações.
    Em breve também teremos um documentário sobre o Cine Éden também... Já tenho 07 horas de gravação. Muita coisa boa aconteceu por lá e precisamos dividir com todo mundo.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  6. Fico orgulhosa de ter conterrâneos tão porretas assim! Sim, Edson, Ipiaú é cidade de gente mui loca!

    ResponderExcluir